sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A vida é fácil para quem sabe viver...

Hoje escrevo-vos sobre a vida. É tão fácil viver, o difícil está em saber viver.
Hoje morreu um amigo de uns amigos meus. Convivi com ele meia dúzia de vezes. De todas esses encontros "fisguei-lhe" o sorriso. O sorriso dele e o que provocava nos outros. 
Morreu esta madrugada, aos 30 anos, em casa e sem ainda motivo aparente. 
Quando soubermos o motivo a dor não vai ser menor, a revolta não vai diminuir e o amor que os amigos e familiares sentem não vai desaparecer, mas acho que nestas alturas toda a gente procura "o motivo". Não é suposto alguém morrer aos 30 anos, não é suposto morrermos a meio da noite, e não é suposto morrermos sem nos despedirmos das pessoas que amamos. Ou é? 
É sobre isso que vos quero falar, e mais que isso, alertar HOJE.
Eu sou uma mulher muito sensível, muito ansiosa, nervosinha, quero tudo para ontem e de preferência rápido. Tenho alguns defeitos porque sou um ser humano, mas tenho orgulho de ter uma grande virtude. Eu tenho a virtude do perdão, eu não sou rancorosa, eu digo "amo-te", "desculpa" e "obrigada" com a maior das facilidades. Nunca algum tipo de relacionamento na minha vida vai ter esse problema da comunicação, ou da falta dela. Eu quando sinto, assumo, quando quero procuro e luto e quando consigo agradeço. Acho que todos meus amigos, aqueles que são amigos com um "A" gigante,e toda a minha família, sabem o quanto os amo, porque seja através de uma mensagem ou e-mail, eu faço questão de no fim colocar sempre "Amo-te". 
O Hugo morreu esta noite e com ele morreram todos os seus sonhos, mas principalmente morreu um bocadinho dos seus amigos e família. Deixou uma parte dele e levou um pedaço deles também. 
Irónico não é? Só nos lembramos da vida quando damos de caras com a morte. Pode não ser de alguém com quem temos ligação direta, mas mexe sempre. 
Aos meus amigos, amigos do Hugo os meus sentidos pêsames e um xi coração forte. Ao Hugo, tenho a certeza que para onde quer que vás agora, vais ser a alegria, o teu sorriso contagia por onde passa. 
Um dia toda a gente volta a encontrar-se. Para mim pelo menos é assim.

Já disseram a alguém que a amavam hoje? 


1 comentário: